Alimentação no Inverno

Com a chegada do inverno, a procura por pratos quentes e calóricos aumenta e com isto quem deposita as fichas na crença de que “no inverno eu perco mais energia e preciso repor” acaba ganhando alguns indesejáveis quilinhos.

Para falar sobre este assunto, convidamos a nutricionista Daiane Corrêa Bellico, especialista em nutrição clínica. Segundo Daiane realmente nesta época do ano o gasto energético é maior, pelo fato do organismo se esforçar mais para manter a temperatura corporal normal. Porém, estudos comprovam que esta demanda energética não é significativa para justificar o aumento do consumo calórico, ou seja, seria mais um fator psicológico que fisiológico.

Daiane afirma que, nesta época do ano, os eventos sociais são chamativos para o consumo de alimentos como queijos, vinhos. Além disto, as comidas típicas da época como canjicas, caldos, etc são, obviamente saborosas e calóricas. Porém, a nutricionista comenta que o inverno não é desculpa para exagerar nos queijos, massas e doces e nem abandonar as saladas. A dica é comer de tudo moderadamente sem deixar de fora alimentos saudáveis. Não quer comer salada? Faça vegetais no vapor! Quer um caldo? Que tal trocar a vaca atolada por um creme de mandioquinha com cottage?! Vale a pena a criatividade para o dia a dia deixando para o final de semana o consumo, moderado, destes alimentos típicos.

Veja as dicas da nutricionista para vencer esta estação sem ganhar uns quilos extras:

  • O chocolate quente pode ser preparado com leite desnatado ou de soja e achocolatado light. Fica uma delícia. Coloque uma pitada de bicarbonato para dar espuma;
  • Prepare sobremesas a base de frutas, como banana e maçã ao forno, adicione canela para realçar o sabor sem aumentar as calorias;
  • As sopas ou cremes podem ser preparadas com vegetais ou grãos (lentilha, ervilha, feijão, grão de bico e aveia) e acrescidas de carnes magras como o peito de frango e acompanhadas por torradas integrais. Podendo
  • O chá, quando quente é uma boa opção para elevar a temperatura corporal e pode ser isento de calorias se ingerido com adoçante;
  • Quando optar por um “foundue” dê preferência aos de queijo, porém, preparados com queijo branco e leite desnatado. Fica interessante também fazer o de iscas de frango com molho de vinagre balsâmico ou optar pelo Foundue de abóbora com cream cheese light;
  • Se não resistir às massas, prefira ao sugo (molho de tomate), evitando assim, os molhos brancos, pois eles contém muita gordura e alto valor calórico. Vale também investir na massa integral.

Mesmo diante da preferência por pratos quentes, não podemos aposentar as frutas e saladas, uma vez que, as mesmas são excelentes fontes de vitaminas e minerais, que auxiliam na manutenção do sistema imunológico, já que nesta época do ano estamos mais suceptíveis as doenças respiratórias.

É importante lembrar que os exageros alimentares e a preguiça da atividade física, podem ser perigosos também para a saúde e não apenas para a estética, já que, podem ocasionar o aumento da gordura corporal e alterações nos níveis de colesterol, triglicérides e glicemia.

No inverno ou em qualquer período do ano, a nossa alimentação deve ser balanceada, ou seja, respeitar sempre os princípios do equilíbrio, moderação e variedade.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para quem quer ter uma alimentação equilibrada e saudável. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.