Rinite e Alimentação

RiniteChegou o inverno e com ele as crises de espirro, a coriza, o nariz congestionado. Este é o problema enfrentado pelos que sofrem de rinite, uma irritação/ inflamação da mucosa nasal que pode se manifestar por uma alergia ou reação a agentes como poeira, mofo, fumaça, pólen e até a alimentos e que piora na estação na fria do ano.

Embora o principal problema seja alérgico, existem também as rinites que não são alérgicas como a que ocorre na gestação, as infecciosas e as relacionadas ao uso de medicações. Filhos de pais portadores do problema têm mais chance de desenvolver a rinite, embora a manifestação não necessariamente ocorra na infância.

Após a avaliação médica, é elaborado o tratamento que engloba cuidados gerais com o ambiente (limpeza por exemplo), medicação e vacinas em alguns casos. Alguns pesquisas mostram que o controle da umidade interna é importante para diminuir as crises de rinite. A alimentação pode auxiliar o portador de rinite, principalmente melhorando o sistema imunológico, reduzindo a umidade interna e a produção de muco. O uso dos alimentos antioxidantes reduz o processo inflamatório no organismo, o que contribui para evitar o problema. Segundo um estudo do Instituto Nacional de Saúde Pública do México, a dieta mediterrânea usada também para melhorar a saúde cardiovascular e reduzir os riscos de câncer, é indicada para o portador da rinite. Confira alguns conselhos:

  • prefira vegetais cozidos: podem ser usados refogados e em sopas;
  • utilize alimentos integrais: aveia, arroz integral, cereais matinais integrais;
  • coloque um fio de azeite de oliva extra-virgem em suas refeições;
  • faça uma avaliação médica para verificar se você não é alérgico a algum alimento;
  • tempere os alimentos como salsa, cebolinha, hortelã. Evite cubos de carnes industrializados;
  • aumente o consumo de água;
  • somente durante as crises evite leite e derivados. Estes alimentos podem aumentar a formação de muco. Tenha uma orientação de como substituir estes alimentos para evitar carências nutricionais. Uma alternativa pode ser o uso de extratos de soja enriquecidos;
  • aumente o consumo de fontes de ômega 3 como peixes, quinua e linhaça;
  • tenha uma alimentação natural, evitando os excessos de conservantes presentes dos enlatados e embutidos (salsicha, mortadela);
  • faça chás como o de hortelã e de eucalipto;
  • promova bons hábitos alimentares em sua casa. Planeje a alimentação da sua família.

Procure a orientação médica para garantir que a sua conduta está adequada ao seu problema.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para o controle da rinite. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil).

Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.

Por: Mariana Braga Neves - Nutricionista em Belo Horizonte, MG