Chocolate: Um Alimento "Tudo de Bom"!

Chocolate

Não é por acaso que o nome científico do cacaueiro, Theobroma cacao, significa “alimento de Deus”. Esta delícia é, sem dúvida, o doce mais cobiçado por pessoas de todas as faixas etárias e em todo o mundo e no Brasil, um dos maiores produtores de cacau, a situação não podia ser diferente.

Para quem é fã do chocolate, os estudos recentes trazem boas notícias. Rico em polifenóis, poderosos antioxidantes, o chocolate é indicado para diminuir a obstrução das artérias e melhorar a saúde cardíaca. Amargo, branco ou “ao leite”? Embora os três sejam deliciosos, o amargo é o campeão de antioxidantes, seguido pelo “ao leite”. Já o branco, composto basicamente, por leite, açúcar e manteiga de cacau não contribui com os antioxidantes.

Para o público feminino, uma outra boa notícia: o chocolate ajuda a compensar a queda da serotonina que ocorre nos dias que antecedem a menstruação e é responsável pelo aumento da irritabilidade nas mulheres.

Usar e não abusar de chocolate é o segredo!


Uma pequena porção, de no máximo 30 gramas ao dia, é capaz de garantir os tão desejados antioxidantes sem colocar em risco a boa forma.

Por ser rico em carboidratos e gorduras, o chocolate é extremamente calórico e as substâncias estimulantes presentes no alimento (cafeína e tiramina) fazem com que o consumo precise ser regrado para quem sofre com a enxaqueca por exemplo. Ainda também a cafeína, substância presente no café, chá verde e chá preto, quando ingerida em grande quantidades, causa irritabilidade e aceleração no metabolismo.

Porém você tem bons motivos para apreciar o seu chocolate, mas lembre-se:

Moderação é tudo de bom!!!