Dieta Parenteral

Cuidados no transporte e armazenamento

O transporte deve ser feito em condições apropriadas que garantam a integridade físico-química e de esterilidade do produto. A temperatura de transporte não deve exceder 20’C e o tempo de transporte não deve exceder 12 horas. O armazenamento deve ser feito em refrigerador exclusivo para medicamentos e sua temperatura deve estar entre + 2’C e + 8’ C.

Cuidados na administração

A NPT não deve ficar exposta a iluminação direta ou fontes de calor. A infusão de cada frasco de NPT não deve ser superior a 24 horas.

Deve-se manter um gotejamento rigoroso, conforme plano de infusão, e a mesma deve ser realizada em via própria, exclusiva para essa finalidade. Quando isso não for possível, deve acionar a Comissão de Terapia Nutricional. É comum , na ausência de uma via exclusiva , a utilização de um dispositivo para duplicar o acesso venoso, para se infundir a NPT e outras soluções endovenosas, como medicamentos. Caso aja alguma incompatibilidade entre a NPT e a medicação, seguir a seguinte orientação:

  • Suspenda, temporariamente, a infusão da NPT;
  • Faça uma limpeza da linha a ser utilizada, com soluçào fisiológica ou glicosada;
  • Administre a medicação;
  • Faça uma nova limpeza da linha;
  • Reinicie a parenteral.

Lembre-se de:

  • a) Recalcular o gotejamento da solução, aumentando-a. Em função da interrupção da infusão de NPT para a administração de medicamentos, ocorrerá uma diminuição no número de horas diária de infusão da NPT, ocasionando uma diminuição de infusão do volume prescrito.
  • b) Recalcular a velocidade de infusão de glicose e a velocidade de infusão de lipídeos. Se estiverem fora das faixas recomendadas, faça a correção.

Por: Amanda Porto - Nutricionista

Voltar para a primeira parte sobre a Dieta Parenteral »