Como Conciliar Dieta Com Vida Social Intensa

Dieta e vida socialConfira agora uma entrevista com a nutricionista Mariana Braga Neves, sobre como conciliar a dieta saudável e a vida social agitada.

1- Que conselhos você daria para uma pessoa que frequenta jantares e festas e que quer manter a forma?
RE: As pessoas precisam, antes de mais nada, ter a alimentação mais saudável possível em casa, ou seja, nas refeições não festivas. São estas refeições que vão garantir bom valor nutritivo à alimentação destas pessoas. Assim, frutas, sucos naturais, lacticínos desnatados e alimentos integrais precisam estar presentes nas refeições feitas em casa. Como as opções de alimentos disponíveis em festas e comemorações muitas vezes são mais ricas em gorduras e açúcares, é importante que estas pessoas optem pela redução destes nutrientes em casa. Outro cuidado importante é o controle da quantidade dos alimentos consumidos nestes eventos. Por mais calóricos que sejam, havendo um controle da quantidade, ou seja, sendo o consumo moderado, a saúde e a forma física não serão tão prejudicadas. A seleção dos alimentos consumidos nestas situações festivas também é importante. Pode-se optar por consumir somente o jantar e abrir não dos famosos salgadinhos serviços como entradas. Em restaurantes por exemplo, é totalmente possível apreciar uma preparação saborosa e, ao mesmo tempo, saudável.

2- O ideal é que antes das festas, seja feita alguma refeição em casa?
RE: Sim. Este cuidado é fundamental para o controle da quantidade que será consumida. Normalmente os jantares ou almoços demoram a ser servidos e a pessoa acaba “beliscando” petiscos calóricos, se estiver com fome. Quando a pessoa está com fome ela não consegue fazer escolhas e acaba comendo o que vê pela frente. Não é recomendável “matar a fome” com guloseimas, pratos elaborados ou sobremesas calóricas. Estes alimentos têm um papel social, ou seja, funcionam como um agente aproximador de pessoas, dando um toque especial aos eventos. Não há o objetivo de saciar ou nutrir os convidados. A sugestão é que, antes dos eventos, em casa, sejam consumidas refeições ricas em fibras e proteínas. Vitaminas, à base de leite desnatado, frutas e aveia são boas opções porque, além de nutritivas, saciam a pessoa. Outra opção que poderá ser usada é uma taça de salada de frutas, com iogurte desnatado e granola light.

3- Em festas e jantares, quais são os pratos que mais colocam em risco a dieta saudável?
RE: Deve-se tomar cuidado com os molhos que acompanham saladas, carnes e massas. Os queijos também são alimentos que merecem atenção. Apesar de a maioria conter grande quantidade de cálcio, os amarelos podem aumentar o colesterol sanguíneo e são extremamente calóricos. Castanhas e azeitonas, apesar de calóricas, são nutritivas, e, se consumidas com moderação agregam valor nutritivo à alimentação. É indicado que sejam evitadas preparações fritas, como carnes, batatas e empanados. No caso das sobremesas, deve-se evitar as cremosas que normalmente contêm mais gordura.

4- As bebidas também constituem uma ameaça à boa forma?
RE: Refrigerantes devem ser evitados já que, os tradicionais, são excessivamente calóricos e não contribuem em nada com o valor nutritivo da alimentação. Normalmente há a opção da versão light, que, pelo menos, não contêm valores significativos de calorias. Independentemente de serem calóricas, as bebidas alcoólicas precisam ter o consumo regrado já que o excesso delas coloca a pessoa em risco de desenvolver algum problema no fígado. Normalmente, sugere-se um limite máximo de 80 gramas de álcool por dia, o que equivale a cerca de 5 chopps (350 ml cada chopp). Mesmo assim, deve-se evitar o consumo diário, salvo em situações de indicação profissional, como no caso do vinho tinto seco que contém propriedades funcionais e acaba sendo uma boa opção para consumo em muitos eventos. Os destilados além de muito calóricos, contêm alto teor alcoólicos e poderão ser misturados a sucos, água com gás ou de coco para se tornarem mais indicados.

5- Em restaurantes, que opções podem ser usadas?
RE: a fritura deverá ser evitada. Em bares e restaurantes, pode-se pedir para que as carne sejam feitas na chapa, sem óleo. Aves e peixes também são boas opções, além de picles, palmito e salada verde. Estes alimentos caem bem com um suco natural.

6- A pessoa que tem festas nos finais de semana pode fazer algum tipo de dieta mais restritiva de segunda a sexta para evitar o ganho de peso?
RE: A compensação é usada para “diluir os excessos” de uma festa por exemplo. Porém, a dieta do dia seguinte ao excesso não deve ser restritiva demais, para que a saúde da pessoa não seja comprometida. O ideal é que ela mantenha um programa alimentar saudável. Uma alimentação mais rica em sucos naturais, sopas completas, vitaminas, carnes brancas acompanhadas de carboidratos integrais e saldas , além de frutas pode ser indicada, sob orientação. Os exercícios físicos são indicados sempre e, para pessoas que têm vida social agitada, são ainda mais pois ajudam a aumentar o gasto energético diário, o faz com que os excessos não pesem tanto na balança. Fazer exercícios moderados após um dia de festa, certamente é uma boa opção.

Fonte: http://www.temperus.com.br