Lanche na Escola: Um Desafio às Mamães!

A alimentação na escola é de grande importância pois, além de ser uma grande aliada na formação dos hábitos alimentares saudáveis, é capaz de garantir à criança energia e nutrientes para o período de aula, proporcionando-lhe maior capacidade de concentração e memória e ajudar no alcance das necessidades ao longo do dia.

Muitas escolas apresentam hoje em dia a opção da permanência da criança em tempo integral, e, sendo assim, oferecem os lanches e até refeições principais. Em algumas instituições temos a presença de um nutricionista ou especialista no assunto para a formulação das refeições.

Quando não há esta opção da escola fornecer o lanche, aparece um grande desafio às mamães ou responsáveis: escolher opções de lanches saudáveis para a criança levar de casa ou como orientar os pequenos a comprar refeições nutritivas nas cantinas!

O lanche na escola deve ser simples pois representa uma refeição intermediária, já que logo que a criança chegar em casa contará com uma grande refeição como o almoço ou jantar, dependendo do horário de estudo.

É preciso tentar unir praticidade e qualidade e pensar em alimentos que possam ser consumidos, de forma segura, certo tempo após o seu preparo ou que podem permanecer sem refrigeração por algum tempo. A utilização de vasilhas e garrafinhas térmicas é uma ótima ajuda na escolha destes lanches, já que aumentam as opções.

Assim como nas principais refeições, também na merenda escolar deve-se atentar à variedade do cardápio, ou seja, evitar repetições para que a alimentação não fique monótona.

É importante sempre colocar uma fruta no lanche, facilitando sempre que possível a ingestão por parte da criança, ou seja, já mandar abacaxi em pedaços, mamão, mexerica e laranja descascadas e as frutas secas/desidratadas, como ameixas e damascos também são ótimas opções.

Além da fruta, é indispensável a presença de uma fonte de carboidrato. Aposte em biscoitinhos integrais, barrinha de frutas e/ou cereais, pãezinhos tipo bisnaguinha, bolinhos, pão de queijo, torradinhas.

Chocolates, balas e doces não são proibidos na alimentação da criança, mas deve ser evitado o consumo diário e em excesso desses alimentos, já que normalmente aportam açúcares e gordura em grande quantidade e podem ser os culpados pelo excesso de peso tão comum atualmente. Também precisamos pensar que talvez a criança não tenha como higienizar os dentes adequadamente na escola. Assim, frutas como a maçã podem ser combinadas aos alimentos mais pegajosos como bolos e pães para melhorar a saúde bucal.


Continuação da matéria sobre o Lanche Escolar »