Transtornos Alimentares: Bulimia, Anorexia e Vigorexia

Bulimia, anorexia, vigorexia. Três palavras que assustam. Consideradas doenças do mundo moderno, estes três transtornos têm total relação com os atuais padrões de beleza e merecem todo o cuidado, antes que se tornem realmente doenças muito graves. Veja o que a nutricionista Gertrudes Ladeira nos fala sobre o assunto.

O que significa cada uma destas doenças?

A Bulimia é uma disfunção alimentar em que a pessoa bulímica, tende a apresentar períodos em que se alimenta em excesso (compulsão alimentar), seguidos pelo sentimento de culpa e atitudes de purgação.
Para "compensar" o ganho de peso, o bulímico exercita-se de forma desmedida, vomita o que come e faz uso excessivo de purgantes e diuréticos. Essas pessoas podem ainda jejuar por um dia, ou mais, também na tentativa de compensar o comer compulsivo, muitas vezes entrando em um repetivtivo ciclo de intensa restrição alimentar, alternadas com farras culposas que o levam ao sistema compensatório. Esses tipos de auto-punição, na verdade, são consequências de uma dificuldade da pessoa em lidar com seus sentimentos ou sua aparência.
O bulímico geralmente se encontra com peso normal, não chegando à magreza da anorexia. Essa aparência de normalidade muitas vezes dificulta que se identifique o problema.
A anorexia nervosa é um distúrbio caracterizado por um regime alimentar onde o paciente recusa a se alimentar regularmente, seguindo uma dieta rígida.
O anoréxico tem uma imagem corporal distorcida, se acha gordo ou tem um medo incontrolável de engordar, por isso faz severas restrições alimentares na tentativa de diminuir ou controlar o peso. Uma pessoa com anorexia nervosa geralmente possui um baixo peso corporal e grande estresse físico. O Anoréxico pode ser também bulímico.
A Vigorexia (overtraining em inglês) ou transtorno dismórfico muscular, ocorre quando o volume e a intensidade de exercícios físicos praticados por um indivíduo excedem a sua capacidade de recuperação, e pode-se somar ao fato de apresentar em quadro psicologicamente patológico.
A Vigorexia é um transtorno que ocorre quando as pessoas realizam exercícios físicos de forma continua e extenuante, e excede a capacidade de recuperação. Os portadores desses transtornos geralmente são bastante musculosos, mas possuem uma auto-imagem um tanto distorcida, passam horas na academia malhando e ainda assim se consideram fracos, magros e até esqueléticos. Algumas vezes recorrem á esteróides anabolizantes para ficarem fortes.

Estes transtornos podem atingir pessoas de todas as idades ou são mais comuns em determinadas faixas etárias?

Estes transtornos são mais comuns entre adolescentes, pois a adolescência é um período onde, naturalmente, as pessoas tendem a ser insatisfeitas com o próprio corpo. Os adolescentes também estão mais sujeitos á influência da mídia que cultua os padrões de beleza, para as meninas, da magreza acentuada e, para os meninos, do corpo forte e musculoso.
A anorexia nervosa e a bulimia são mais comuns entre adolescentes do sexo feminino e a vigorexia afeta muito mais os adolescentes do sexo masculino.

O tratamento exige a cooperação de mais de um profissional?

Como estes são transtornos que envolvem tanto componentes psicológicos, fisiológicos quanto sociais, o tratamento precisa de uma abordagem multiprofissional. Os principais pontos são o tratamento médico medicamentoso, a terapia psicológica e a orientação nutricional. Podem acontecer recaídas, por isso é importante que seja um acompanhamento por longo período.

Quais são os riscos aos quais são expostos os portadores destes transtornos?

Os riscos para os portadores de bulimia e anorexia são principalmente os relacionados á deficiência de nutrientes, como diminuição da pressão e da temperatura corporal, levando o indivíduo a ser menos tolerante ao frio; desmaios e fraqueza; enfraquecimento dos dentes (cárie); dores no estômago; constipação; queda de cabelo; pele ressecada e rachada; e mais grave deles, morte por ataque cardíaco, pela defici6eência de sódio e potássio, que controlam o ritmo das batidas do coração.
Os riscos da vigorexia, dizem respeito ao excesso de treinamento, como;, insônia, falta de apetite, irritabilidade, desinteresse sexual, fraqueza, cansaço constante, dificuldade de concentração, entre outras. Alguns problemas físicos também podem surgir como por exemplo, a desproporção displásica, também entre o corpo e cabeça, problemas ósseos e articulares devido ao peso excessivo, falta de agilidade e encurtamento de músculos e tendões. Mais o maior perigo é o uso de anabolizantes, pois aumentaaumentam o risco de doenças cardiovasculares, lesões hepáticas, disfunções sexuais, diminuição do tamanho dos testículos e maior propensão ao câncer da próstata.


Como o controle nutricional pode ajudar no tratamento dos portadores?

O controle nutricional busca a determinação de quais são as alterações metabólicas de cada paciente, e deve suprir todas as suas necessidades a fim de restabelecer a saúde. Através de um plano alimentar discutido e pactuado entre o profissional de nutrição e o paciente, estabelecerem uma alimentação adequada. É importante que o paciente se sinta interessado e veja os muitos benefícios que a alimentação adequada irá lhe proporcionar, e também que tenha confiança no profissional para a adesão ao tratamento.
Correção de possíveis alterações metabólicas e um plano alimentar bem definido são fundamentais para restabelecimento da saúde.

A Nutrício possui programas nutricionais específicos para o controle dos transtornos alimentares. Trabalhamos também com o planejamento de refeições e criação de cardápios familiares (serviço de Personal Health disponível para todo o Brasil). Encontre o nutricionista mais próximo de você pesquisando em nossa Rede Credenciada de Nutricionistas.